Quarta, 23 de Julho de 2014
   
Fonte
 
 
Ter, 28 de Julho de 2009 17:04

Desenvolvimento e qualificação de fornecedores

Assim como o respeito, qualidade é bom e todo mundo gosta. Mas, em ambos os casos, nem todo mundo consegue. E quando o assunto é tão complexo quanto a gestão da cadeia de suprimentos e do relacionamento com fornecedores de grandes empresas, qualidade passa a ser condição sine qua non e a busca da excelência precisa ser o foco permanente. Mas, o que faz com que uma pequena ou média empresa local, fornecedora de bens ou serviços, possa ser considerada por uma empresa de classe mundial como uma fornecedora excelente?

De 2004 a 2008, o coordenador executivo do Prodfor, Luciano Raizer, que também é professor do Centro Tecnológico/Tecnologia Mecânica da Ufes há 20 anos, dedicou-se a pesquisar este assunto e seus temas correlatos para desenvolver sua tese de doutorado na maior e mais respeitada universidade da América Latina, a USP (Universidade de São Paulo).

Tomando como objeto de estudo o Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores aplicado no Espírito Santo, o Prodfor, a tese é o único trabalho de cunho científico que já mensurou e comprovou os ganhos financeiros da certificação do Sistema de Gestão da Qualidade; identificou com clareza o perfil do fornecedor de sucesso e seus diferenciais, apontando com rigor científico por que e em quê eles são melhores; e propõe um modelo de níveis de maturidade em gestão a ser aplicado no desenvolvimento de fornecedores, para patamares além do definido pela ISO 9001, buscando a excelência - uma proposta inédita em termos de Brasil, só tendo similar no Japão.

Apresentada ao Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da instituição em julho de 2009, em uma sabatina de quatro horas de duração, a rigorosa banca examinadora, composta por cinco doutores, aprovou a tese por unanimidade, com destaque, recomendando desdobrá-la em vários artigos, produção de livro e publicação em eventos e revistas internacionais.

"A tese foi de grande ousadia. A proposta metodológica foi o desafio maior. Contar com avaliação de resultados financeiros de empresas, confiáveis, representou a grande dificuldade, porque as empresas não gostam de fornecer esses dados. Isso só foi possível pela relação de confiança dos fornecedores na seriedade do Prodfor. Para se ter ideia do que isso significa, o índice de respostas nas questões qualitativas foi de 90% das empresas possíveis e o referente às questões quantitativas foi de 60%. Índices de respostas de 20% já são considerados excelentes, devido à dificuldade de obtenção de dados. Depois disso, a adoção de métodos de estatística analítica, e não de estatística descritiva, fazendo uso de métodos com significância", esclarece Luciano Raizer.

O autor espera agora que as empresas se beneficiem do estudo acessando o seu conteúdo completo, disponível no site da USP e, em breve, também no do Prodfor e da Raizer Moura Consultoria. É possível, inclusive, fazer uma autoavaliação em relação ao perfil do fornecedor de destaque e melhorar a gestão da empresa com base nesse aprendizado. Nas páginas seguintes, uma entrevista com Luciano Raizer permite conhecer mais detalhes sobre a tese, suas principais constatações e desafios.

Por que a decisão de enfocar o Prodfor em sua tese?
O foco da tese foi a gestão do relacionamento entre grandes empresas e seus fornecedores, definido como Supplier Relathionship Management, um dos processos principais da Gestão da Cadeia de Suprimentos, identificada como Supply Chain Management. O Prodfor representa a mais importante experiência brasileira envolvendo grandes empresas e seus fornecedores, sendo o meio ideal para analisar como essa relação pode ser aprimorada e fortalecida. A intenção foi identificar as características dos fornecedores de sucesso, que apresentaram os melhores resultados, e definir os meios para que toda a cadeia de suprimento seja elevada a esse patamar de excelência. No Prodfor, todos os fornecedores foram submetidos aos mesmos métodos de desenvolvimento e também se relacionam com um grupo comum de grandes empresas, que são as mantenedoras, o que permite condições de contorno para um estudo de base científica. Com isso, foi possível avaliar os resultados em base comparativa, identificando os destaques e suas características.

Qual a importância de levantar o perfil do fornecedor qualificado de sucesso?
As grandes empresas precisam de fornecedores. Mas não de qualquer fornecedor. Precisam relacionar-se com fornecedores preparados, que assegurem o atendimento conforme requisitos contratados, observando prazos e especificações. Faz parte da estratégia de grandes empresas concentrarem-se no seu negócio principal, passando a envolver um variado número de fornecedores de bens e serviços. Mas elas precisam contar com fornecedores confiáveis. Apresenta-se, então, a questão principal, respondida pela tese: qual é o perfil do fornecedor com competência em que as grandes empresas possam confiar? Com o perfil identificado, é possível implementar os devidos meios para que todos os fornecedores busquem alcançar esse perfil, fazendo com que toda a cadeia possa se desenvolver em direção a níveis de excelência.

Qual foi o objetivo da pesquisa?
A tese tem como objetivo principal analisar a eficácia dos resultados do desenvolvimento e qualificação de fornecedores, promovido por grandes empresas, procurando identificar as características do fornecedor-destaques, visando a definir os meios e as condições para promover a melhoria de toda a cadeia de fornecimento, estabelecendo uma adequada gestão do relacionamento entre grandes empresas e seus fornecedores.

A questão principal a ser analisada é: se os fornecedores foram qualificados segundo a mesma referência de desenvolvimento e forma de organização, por que alguns obtiveram grandes resultados e outros não? O que eles fizeram de diferente, ou a mais, para se destacar? Os benefícios proporcionados pelo programa de desenvolvimento e qualificação de fornecedores são satisfatórios? Tanto grandes empresas como fornecedores estão satisfeitos com a participação em programa de desenvolvimento de fornecedores? O que as grandes empresas devem fazer para que toda a cadeia de fornecedores seja constituída por empresas competentes e confiáveis?

Como ela foi realizada?
A tese fez uso de variados tipos de metodologias, com abordagens de caráter quantitativo e também qualitativo. Para classificar e selecionar os fornecedores, foi realizado levantamento de dados tipo survey, envolvendo 156 fornecedores desenvolvidos pelo Prodfor, qualificados no período de 1998 a 2004, que foram visitados por pesquisadores e responderam a um questionário com 89 perguntas sobre o modo de gestão e também apresentaram dados de balanço sobre resultados financeiros obtidos antes, durante e após a certificação. Com o uso de métricas de resultados financeiros, foi possível classificar as empresas por ordem de melhores resultados. Para esse fim, foram usados os mesmos critérios adotados no ranking das Melhores e Maiores Empresas elaborado anualmente pela Revista Exame, que considera como métricas: crescimento de vendas; investimento (no imobilizado); liquidez corrente; geração de resultado por empregado e rentabilidade do patrimônio. O quartil de melhores resultados, com 27 empresas, foi analisado separadamente, gerando nova análise estatística, sendo feita a comparação desse grupo com todas as empresas. Adotando métodos estatísticos não paramétricos, para análise das respostas qualitativas, foi possível identificar quais características eram destacadas nas empresas de sucesso.

Complementando a pesquisa, foram selecionados e analisados os fornecedores-destaques, realizando estudo de casos e procurando conhecer as características principais que permitem a um fornecedor atuar de modo competitivo na cadeia de fornecimento de grandes empresas. O enfoque principal foi estudar o modo de gestão desses fornecedores, visando a definir os instrumentos para desenvolvimento de toda a cadeia, buscando sua excelência.

Foi também realizado levantamento de informações nas mantenedoras, para conhecer sua expectativa em relação às características ideais dos fornecedores. Resumindo, a metodologia da tese envolveu pesquisa com fornecedores, estudo de casos múltiplos de fornecedores de sucesso e pesquisa com mantenedoras.

Quais as principais conclusões do seu trabalho?
A grande contribuição da tese, além de comprovar a eficácia dos resultados de ações de desenvolvimento de fornecedores de grandes empresas, como o Prodfor, foi identificar as características dos fornecedores que apresentaram resultados superiores a outros, todos com Sistema de Gestão da Qualidade organizado e certificado numa mesma base, que foi o Prodfor. Com isso, foi possível propor meios para que toda a cadeia de suprimentos de grandes empresas alcance esses resultados superiores, visando à excelência.

A interação entre grandes empresas e seus fornecedores ocorrerá de forma cada vez mais intensa à medida que for ampliado o nível de competência de fornecedores, gerando confiança das empresas clientes. O binômio competência-confiança é a condição básica para isso. Grandes empresas devem induzir o aumento da competência de seus fornecedores de modo evolutivo e, em paralelo, estreitar e ampliar a forma de atuação conjunta pela maior confiança que passa a existir.

Uma outra conclusão importante foi comprovar, em números, com significância estatística, que os investimentos na melhoria da gestão das empresas e na certificação dos sistemas de gestão trazem benefícios financeiros para os fornecedores. Os resultados são surpreendentes, com a melhoria de todos os indicadores analisados, proporcionando aumento de vendas, aumento da lucratividade, aumento da produtividade e redução do endividamento.

O que você espera agora que a tese está concluída?
A minha maior expectativa é que a tese sirva de base para melhorar ainda mais o Prodfor, aplicando o modelo de níveis de maturidade, criando condições ainda mais apropriadas para melhoria dos fornecedores locais, fortalecendo as relações com grandes empresas. Espero também que possa servir de orientação para os diversos programas que surgem em vários estados, para que sigam o caminho correto da preparação de fornecedores, e não apenas uma forma de aproximação entre empresas.

Produzir esta tese não foi tarefa fácil, mas seria impossível sem a ajuda de muitas pessoas, a quem muito quero agradecer. Inicialmente, aos fornecedores que participaram da pesquisa.
À Findes e ao IEL-ES, pelo apoio na condução das pesquisas e por me proporcionarem a grata satisfação de coordenar o Prodfor. Agradeço também a todas as mantenedoras do Programa, em especial à Petrobras, que apoiou financeiramente a realização da pesquisa de campo com fornecedores, e à Aracruz Celulose, pela aquisição de normas internacionais usadas na tese. Ás equipes do IEL e do Prodfor e a tantas pessoas que ajudaram, de modo direto e indireto. Agradeço ainda à minha família, a Marcela e Matheus, pela paciência e compreensão. Por fim, agradeço a Deus por permitir a realização desta tese, pelo conforto nos momentos difíceis, me dando sempre mais força a cada desafio. A minha grande expectativa é que a tese seja um instrumento que possa ajudar muita gente, no apoio às empresas locais e ao desenvolvimento do nosso Estado.

Algumas conclusões da tese merecem destaque:
• Os fornecedores de sucesso foram além dos requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade
• Investir na melhoria da gestão traz resultados financeiros para os fornecedores
• As grandes empresas devem induzir e apoiar o desenvolvimento de fornecedores como parte de sua estratégia, gerando benefícios para o seu negócio.
• O desenvolvimento de fornecedores deve ser adequado ao tipo de fornecimento, requerendo níveis de maturidade diferentes.
• O desenvolvimento de fornecedores deve também ser entendido como uma ação de responsabilidade social, pela geração de oportunidades, emprego e renda.

 

Leave a comment